Conjove reúne jovens empresários no centro para prévia do lançamento da campanha #compredoAcre

Conjove reúne jovens empresários no centro para prévia do lançamento da campanha #compredoAcre
21/12/2020

Um grupo de jovens empresários, que compõe a diretoria do Conjove - Conselho de Jovens Empresários, vai lançar nesta semana a campanha Compre do Acre. Na manhã desta segunda-feira, 21, os empresários fizeram a prévia da ação, que tem o intuito de fortalecer negócios e empresas acreanas. A concentração aconteceu na Secretaria da Fazenda, e o grupo seguiu em direção ao comércio do calçadão, no centro da cidade.

O idealizador da campanha, Rodrigo Pires, falou sobre a projeção e o foco que a campanha dará ao comércio local.

“A ideia é que possamos movimentar todo setor de empreendedorismo do Acre usando a hashtag #compredoAcre. Nós, enquanto jovens empresários, precisamos estimular as pessoas a fazerem o movimento espontâneo, falando sobre as marcas que gostam de comprar aqui. Isso, automaticamente, acaba fortalecendo os negócios, as empresas, e leva a mensagem de que vale muito a pena consumir no nosso estado”, explica.

Já o presidente do Conjove, Marcelo Zamora, diz que é necessário criar uma cultura que busque conscientizar o consumidor do negócio local, para que nossa região seja desenvolvida.

Lançamos a campanha “Compre do Acre”, com o intuito de valorizar o empreendedorismo acreano, que sofreu muito com a Pandemia. A ideia passa longe de cogitar qualquer ato de proteção ao comércio, pois está é uma atitude antiliberal, mas sim criar uma cultura que busque conscientizar o consumidor do negócio local, que gera emprego e renda, desenvolvendo a região”, disse.

O Conjove orienta quem quiser colaborar, a marcar a campanha @compredoacre nas redes sociais utilizando a hashtag #compredoAcre, depois basta publicar. A campanha vai ser trabalhada somente no Instagram.

“Prezamos pela eficiência do livre mercado, mas, o que temos visto é um consumidor que optar em comprar pela internet, mesmo quando a diferença de preço é insignificante”, finaliza Zamora.

A ação não é restrita ao Conjove, desta forma, qualquer pessoa pode colaborar nas redes sociais. É um movimento de fortalecimento do comércio local, principalmente contra as correntes nacionais da internet.